Desfile de 25 de Abril de 2017

 

 Estatuto editorial

O jornal ASSOCIAÇÃO é uma publicação que visa oferecer informação completa sobre toda a actividade associativa das pessoas com deficiência, particularmente da Associação Portuguesa de Pessoas com Deficiência (APD), desenvolvida em Portugal e no estrangeiro. Pretende ser um meio que contribui para a visibilidade da problemática da deficiência, divulgando as acções, iniciativas e políticas de integração relativas a esta camada da população.

O jornal ASSOCIAÇÃO acolhe a informação que de todo o país vai chegando, não só através das delegações da APD mas também de outras associações e organismos públicos e privados, que tenha a ver com a problemática da deficiência em sentido amplo, preenchendo assim um vazio informativo notório, ao mesmo tempo que contribui para fazer com que milhares de pessoas se sintam menos isoladas e marginalizadas dos meios de comunicação.

O jornal ASSOCIAÇÃO é um fórum de opinião e debate aberto e sem complexos sobre o que às pessoas com deficiência concerne, no respeito pela dignidade pessoal e colectiva de pessoas e instituições alvo dessas opiniões e dentro do espirito de elevação que se exige a quem coloca a liberdade e a democracia como valores essenciais de cidadania. Assumimos, sem hesitações, um contrato com a verdade e a honestidade intelectual nos nossos textos.

O jornal ASSOCIAÇÃO quer contribuir também para uma mudança de paradigma que coloque as questões das pessoas com deficiência no campo dos direitos humanos, sempre que haja discriminações, seja em que áreas da vida acontecerem.

O jornal ASSOCIAÇÃO respeita a Constituição da República Portuguesa e de todas as demais leis da República, nomeadamente as que se enquadram nos direitos, obrigações e deveres da Lei de Imprensa e do Código Deontológico dos jornalistas.

O jornal ASSOCIAÇÃO tem um âmbito nacional, particularmente destinado aos sócios da APD em versão impressa, garantindo a sua difusão internacional através da internet.

 

 

 

 

RGPD - Regulamento Geral de Proteção de Dados

 

De acordo com o Regulamento Geral de Proteção de Dados, os dados recebidos através das páginas web, serão processados informaticamente e a sua utilização destina-se exclusivamente para uso interno para responder às questões e formalizar diligências junto das entidades responsáveis. O utilizador deve ter conhecimento de que os dados inscritos irão circular numa rede aberta até ao seu registo na Base de Dados, podendo ser intercetados por terceiros. Aos utilizadores é garantido o acesso aos dados para eventual correção ou eliminação. 

A Associação Portuguesa de Deficientes não fornecerá os dados pessoais a entidades terceiras, e só em situações de necessidade de identificação para resolução das suas questões, haverá uma comunicação prévia solicitando a sua autorização para fornecer os seus dados a entidades terceiras, nomeadamente Câmaras, Hospitais, e Instituições Públicas, pelo que, a sua utilização pressupõe o conhecimento e aceitação destas condições.

 

Poderá consultar mais informações sobre o Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho de 27 de abril de 2016 e a sua aplicação em https://www.cnpd.pt/bin/rgpd/rgpd.htm