CARTAS de AMOR IBÉRICAS – Peça Teatral

Inicio  »  Notícias APD  »

CARTAS de AMOR IBÉRICAS – Peça Teatral

Partilha esta notícia

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

CARTAS de AMOR IBÉRICAS – Peça Teatral

PRODUÇÃO DO ESPECTÁCULO – CARTAS DE CEGOS para montagem teatral

 “CARTAS IBERICAS: TERRAS DA ESPANHA, AREIAS DE PORTUGAL”

O Espectáculo Teatral “Cartas Ibéricas” é uma produção teatral profissional que estará em cartaz nos principais teatros do país, e neste momento estamos a compilar as histórias de amor representadas em cartas antigas para compor o guião.

Estamos em contacto com os Centros de Apoio aos Deficientes Visuais de Portugal, pois estamos em busca de cegos que possuam cartas de Amor… procuramos as cartas para compor o guião do Espectáculo Teatral “Cartas Ibéricas”.

O Espectáculo “Cartas Ibéricas” será composto por histórias de diversas formas de amor, e nos interessaria muito relatarmos uma historia de amor de um deficiente visual… pode ser entre dois deficientes, ou apenas um dos dois… 

Estamos a procurar em todo Portugal e Espanha estas cartas de amor… O amor em suas variadas formas: entre marido e esposa, esposa e amante, mãe e filhos, amigas, aluno e professor, enfim, qualquer tipo de representação de amor… qualquer carta que seja representante fiel deste tema tão inerente a vida de todos nós: o Amor!!

A atriz e criadora do espetáculo Vanessa Navas, juntamente com a guionista Raquel Constante, entrarão em contato com as histórias mais peculiares e emocionantes de amor que encontrarem, para assim, introduzirem estas histórias no enredo de “Cartas Ibéricas”

 

Contacto:

cartasibericas@gmail.com

Tlm/Wpp: 919 757 898

Notícias Relacionadas

Novo aviso PIH – PRR

Foi publicado novo aviso para o Programa de Intervenção em Habitações, que visa melhorar as acessibilidades em habitações para pessoas com deficiência e/ou incapacidade permanente, em todo o território de Portugal continental, com o objetivo de apoiar intervenções em, pelo menos, 1.000 habitações. As candidaturas decorrem até 31 de maio. Mais informações: https://www.inr.pt/pih-n.-7/-c03-i02/2024

Skip to content