Dêem um oportunidade à paz

Capa de Deêm uma oportunidade à paz dois passarinhos brancos a circular o titulo.

Inicio  »  Notícias APD  »

Dêem um oportunidade à paz

Partilha esta notícia

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Dêem um oportunidade à paz

   Nos dias 25 a 30 de Julho de 1983 teve lugar o Festival Dêem Uma Oportunidade à Paz, no Carvalhal – Grândola. Construído para lutar pela contenção da escalada armamentista e contra a instalação de novas armas nucleares, pela progressiva desactivação e anulação mútua de todo o arsenal nuclear, contou com cerca de cinco mil jovens que afirmaram que  a juventude encabeçava esta luta e que a luta pela paz tinha cada vez mais expressão em Portugal.
  À época, o Festival foi lançado por estruturas do movimento associativo e tornou-se um acontecimento importante para reforçar a força do movimento pacifista em Portugal que,  independentemente da sua natureza – associações culturais, de bairro, de estudantes, grupos desportivos, grupos informais, entre outros – se uniram em torno de um fim único: o alcance da Paz em Portugal, na Europa e no mundo. Mais de 40 mil jovens subscreveram o Festival, através de um manifesto de apoio. Foi um grande evento que teve continuidade nos anos posteriores e serviu para dar força à luta pela paz e afirmar a solidariedade da
juventude portuguesa com os povos do resto do mundo, tendo contado com a representação de 21 países estrangeiros.
   Evocando estes objectivos, a 21, 22 e 23 de Julho de 2023, reafirmamos os valores do Festival.Dêem Uma Oportunidade à Paz, em Melides – Grândola. A Plataforma pela Paz e pelo Desarmamento convoca todos os jovens e estruturas associativas que se identificam com os valores da paz, do desarmamento, da solidariedade internacional e do progresso social
a construir, a dinamizar e a participar neste Acampamento.
   O Acampamento contará com momentos culturais, musicais e debates acerca da situação nacional e internacional. A Plataforma procura ainda que cada associação que nele participe possa ter um espaço para afirmar a sua actividade e marcar a sua presença
num espaço construído em torno de um valor comum. Contamos com todas as associações que queiram participar para fazer deste Acampamento um grande momento pela construçãoda paz.
   Com a força de um movimento associativo unido pela defesa da paz em Portugal e no mundo avançamos para a realização deste Acampamento, levocando os valores afirmados em 1983, mas com os olhos no futuro. 40 anos volvidos, a luta pela paz mantém-se indispensável, e contamos com a juventude para lhe dar força e expressão.

Se a juventude acarreta o futuro, então vamos construir um futuro alicerçado na paz.
Pela Plataforma pela Paz e Desarmamento
Subscreve o Apelo,
Participa, dinamiza e constrói o Acampamento.

Capa de Deêm uma oportunidade à paz dois passarinhos brancos a circular o titulo.

Notícias Relacionadas

Tenho um filho com deficiência. E agora?

A Associação Humanitária de Bombeiros de Torres Vedras realizou, no passado dia 20 de janeiro, um workshop sobre emergências pediátricas, para o qual a APD foi convidada a intervir sobre o tema: «Tenho uma criança com deficiência e agora?»

Skip to content