Desfile de 25 de Abril de 2017

 

HuBB – Humans Before Borders, uma plataforma para ação contra o tratamento ilegal e desumano de migrantes e refugiados.


Na sequência das declarações realizadas pelo senhor Ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto Santos Silva de que Portugal irá efectivar a promessa de acolhimento de 500 menores não acompanhados vindos de campos de refugiados na Grécia.


É nossa vontade que os menores chegados a Portugal sejam recebidos com as condições necessárias a uma vida digna e adaptadas às necessidades próprias de um grupo vulnerável, e gostaríamos de contribuir para que isso se verifique.


Para tal, pretendemos estabelecer uma rede de voluntários com diferentes competências dispostos a organizarem-se para colaborar com as instituições de acolhimento, de uma forma contínua e comprometida de acordo com as necessidades de integração dos menores.


Assim, estamos neste momento a partilhar um formulário que pretende recolher os dados relativos às competências, disponibilidade e interesse de potenciais voluntários, por forma a optimizarmos a referida rede. Tendo em conta o âmbito da vossa organização, gostaríamos de propor que partilhassem o formulário com pessoas que pensem estar interessadas. Deixamos aqui o link para o mesmo, com versões em inglês e português:


PT: https://forms.gle/UhzudNAnSjRfPTkX8
EN: https://forms.gle/VVskU9kY7k6u8yxE9


Se tiverem qualquer dúvida ou pretenderem algum esclarecimento sobre o projecto, por favor não hesitem em contactar-nos através do presente 
e-mail.Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

 

 

 

 

 

RGPD - Regulamento Geral de Proteção de Dados

 

De acordo com o Regulamento Geral de Proteção de Dados, os dados recebidos através das páginas web, serão processados informaticamente e a sua utilização destina-se exclusivamente para uso interno para responder às questões e formalizar diligências junto das entidades responsáveis. O utilizador deve ter conhecimento de que os dados inscritos irão circular numa rede aberta até ao seu registo na Base de Dados, podendo ser intercetados por terceiros. Aos utilizadores é garantido o acesso aos dados para eventual correção ou eliminação. 

A Associação Portuguesa de Deficientes não fornecerá os dados pessoais a entidades terceiras, e só em situações de necessidade de identificação para resolução das suas questões, haverá uma comunicação prévia solicitando a sua autorização para fornecer os seus dados a entidades terceiras, nomeadamente Câmaras, Hospitais, e Instituições Públicas, pelo que, a sua utilização pressupõe o conhecimento e aceitação destas condições.

 

Poderá consultar mais informações sobre o Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho de 27 de abril de 2016 e a sua aplicação em https://www.cnpd.pt/bin/rgpd/rgpd.htm 

 

Saiba mais sobre a nossa política de privacidade aqui.