Saiu hoje em Diário da República o novo modelo de AMIM para os doentes oncológicos, revogando o Despacho n.º 5110-A/2021 de 19 de maio.

Falamos do Despacho n.º 8793/2022 - Saúde - Direção-Geral da Saúde - Aprova o modelo de atestado médico de incapacidade multiuso (AMIM) para doentes oncológicos, nos termos da Lei n.º 14/2021, de 6 de abril.

Com os atrasos nas juntas médicas foi criado um regime transitório para a emissão de atestado médico de incapacidade multiuso para os doentes oncológicos através da Lei n.º 14/2021, de 6 de abril. Assim, a competência de emitir o mesmo passa a ser do hospital onde foi realizado o diagnóstico.

Hoje foi publicado um novo modelo que retira dois quadros de preenchimento, o diagnóstico inicial e reativação.

 

 

 

 

 

 

RGPD - Regulamento Geral de Proteção de Dados

 

De acordo com o Regulamento Geral de Proteção de Dados, os dados recebidos através das páginas web, serão processados informaticamente e a sua utilização destina-se exclusivamente para uso interno para responder às questões e formalizar diligências junto das entidades responsáveis. O utilizador deve ter conhecimento de que os dados inscritos irão circular numa rede aberta até ao seu registo na Base de Dados, podendo ser intercetados por terceiros. Aos utilizadores é garantido o acesso aos dados para eventual correção ou eliminação. 

A Associação Portuguesa de Deficientes não fornecerá os dados pessoais a entidades terceiras, e só em situações de necessidade de identificação para resolução das suas questões, haverá uma comunicação prévia solicitando a sua autorização para fornecer os seus dados a entidades terceiras, nomeadamente Câmaras, Hospitais, e Instituições Públicas, pelo que, a sua utilização pressupõe o conhecimento e aceitação destas condições.

 

Poderá consultar mais informações sobre o Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho de 27 de abril de 2016 e a sua aplicação em https://www.cnpd.pt/bin/rgpd/rgpd.htm 

 

Saiba mais sobre a nossa política de privacidade aqui.