ISCTE lança Pós-Graduação em Estudos de Deficiência e Direitos Humanos

Inicio  »  Notícias APD  »

ISCTE lança Pós-Graduação em Estudos de Deficiência e Direitos Humanos

Partilha esta notícia

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

ISCTE lança Pós-Graduação em Estudos de Deficiência e Direitos Humanos

O Iscte-Instituto Universitário de Lisboa vai lançar, já no próximo ano letivo 2023/2024, uma Pós-Graduação em Estudos de Deficiência e Direitos Humanos.

Esta oferta formativa,visa a preparação e capacitação dos profissionais técnicos do setor, licenciados que pretendam profissionalizar-se na área e dirigentes de organismos públicos, autarquias e instituições de solidariedade social, para a transição para um modelo centrado na ótica da promoção da participação e dos direitos humanos das pessoas com deficiência.

Esta é a primeira Pós-Graduação em Portugal amplamente acessível para pessoas surdas ou com outras incapacidades, que prima pelo seu caráter fortemente inclusivo.

Tem a duração de um ano e é ministrada em regime pós-laboral, encontrando-se o período de candidaturas aberto até ao dia 28 de agosto de 2023. Poderá consultar mais detalhadamente todas as informações e realizar a sua candidatura aqui.

Os profissionais/associados das organizações representativas da deficiência (incluindo federadas, núcleos e associadas), a título excecional, poderão beneficiar de um desconto de cerca de 50% sobre valor da propina desta Pós-Graduação/Mestrado**, cujo desconto compreende um número de vagas limitado.

Acresce a este considerável desconto a possibilidade de pagamento faseado em cerca de 10 prestações/ano.

Além disso, encontra-se em fase de aprovação pela A3ES um mestrado em “Estudos da Deficiência e Direitos Humanos” que confere equivalência ao primeiro ano curricular aos estudantes que tenham concluído a Pós-Graduação e que pretendam transitar diretamente para o segundo ano deste mestrado. Neste caso, os alunos encontram-se isentos do pagamento da propina referente ao primeiro ano letivo do mestrado.

Notícias Relacionadas

Tenho um filho com deficiência. E agora?

A Associação Humanitária de Bombeiros de Torres Vedras realizou, no passado dia 20 de janeiro, um workshop sobre emergências pediátricas, para o qual a APD foi convidada a intervir sobre o tema: «Tenho uma criança com deficiência e agora?»

Skip to content