Laboratório “Acessibilidade às Práticas Artísticas da Comunidade com Deficiência Visual”

Inicio  »  Notícias APD  »

Laboratório “Acessibilidade às Práticas Artísticas da Comunidade com Deficiência Visual”

Partilha esta notícia

Facebook
LinkedIn
Twitter
WhatsApp
Email

Laboratório “Acessibilidade às Práticas Artísticas da Comunidade com Deficiência Visual”

O Teatrão e a Bengala Mágica vão realizar o Laboratório “Acessibilidade às Práticas Artísticas da Comunidade com Deficiência Visual”, uma Iniciativa Conjunta de Aprendizagem e Circulação (ICAC), que conta com o patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian e da Fundação “la Caixa”. A programação desenhada tem o intuito de cruzar artistas, pedagogos e demais agentes, para a promoção de uma discussão em torno de boas práticas e de novas metodologias de trabalho e ensino, nos projectos artísticos participados por indivíduos cegos e com baixa visão.

No dia 23 de junho, o encontro centra-se na área da música e conta com a Associação Bengala Mágica (PT) e os convidados Adrián Rincón e Loly Ayuma (ES). Ao longo do programa, falarão sobre o percurso de cada um dos oradores, com destaque para a aprendizagem e aperfeiçoamento vocal de pessoas com deficiência visual e para a utilidade da informática musical para a aprendizagem e prática musical desta comunidade.

Inscrições aqui

No dia 26 de junho, falarão de dança, na companhia da Associação Vo’Arte (PT) e de Saïd Gharbi (BE), bailarino, cujo trabalho parte da sua condição de cegueira para exploração de novos caminhos e possibilidades do corpo dançante. Terá lugar, neste encontro, uma oficina de dança cuja participação está sujeita a inscrição.

Notícias Relacionadas

Tenho um filho com deficiência. E agora?

A Associação Humanitária de Bombeiros de Torres Vedras realizou, no passado dia 20 de janeiro, um workshop sobre emergências pediátricas, para o qual a APD foi convidada a intervir sobre o tema: «Tenho uma criança com deficiência e agora?»

Skip to content